25 de mai de 2009

Filme: Klass, dir. Ilmar Raag, 2007

Há sempre aqueles que nascem com o prazer íntimo de defender o que é justo, ainda que envolva o próprio sangue. No meu caso, eu era um adolescente controverso, capaz de pequenas crueldades, sequer suspeitava da consequência dos meus atos, ao mesmo tempo que de grandes demonstrações de justiça. Na minha escola, onde a maioria era do sexo masculino, as brigas eram frequentes, mas não se pautavam por ódio, nem discriminação, eram uma espécie de disputa esportiva, com regras subentendidas e limites claros. Ninguém quebrou o braço de outro intencionalmente ou lhe arrancou os dentes por querer. Esse tipo de crueldade era vedado, no entanto, as brigas individuais eram violentas e com alto risco de lesões sérias, a diretoria da escola era conivente e não havia orientação alguma a respeito.
A "melhor" lembrança que tenho sobre vingança do mais fraco foi a de um cara que estudava comigo, bom aluno e tudo mais, mas era realmente muito esquisito, muito calado e sempre de cara fechada, parecia brigado com a própria cueca. No segundo mês matriculado, como não conversava com ninguém, começou a ser alvo de chacota. Obviamente, quando não há uma resposta à altura, os mais malvados vão tomando território e as brincadeiras pioram a cada dia. Lá pela terceira vez de tiração pesada, empurraram-no de cara no barro. Não disse um ai, recolheu os óculos e bateu em dois de uma vez, mas juntaram mais dois e bateram nele. No outro dia, não foi à aula, ficou esperando do lado de fora. Quando os quatro folgados apareceram, simplesmente soltou um pastor alemão em cima dos caras, o cachorro arrebentou todo mundo, inclusive minha mochila que não tinha nada a ver com a história. Quase caguei de medo, cada mordida medonha, sem dó, ao final tinha muito sangue no chão. Depois de tudo, até que gostei, ninguém mexeu mais com ele, continuou esquisito até o final do ano, é verdade... Em relação aos quatro, quem quisesse arrumar uma briga era só perguntar se gostavam de cachorro ou ficar rosnando perto rsrsrs.

Pra quem não conseguiu entender Columbine até hoje, esse filminho adolescente dá uma dica preciosa sobre como as intituições são infernais (escola, quartel, empresa, manicômio, cadeia, internato etc.) e passam longe do propósito divulgado.

País: Estônia
Gênero: Drama Adolescente
Direção e Roteiro: Ilmar Raag.
Elenco: Vallo Kirs (Kaspar), Pärt Uusberg (Joosep), Lauri Pedaja (Anders), Paula Solvak (Thea), Mikk Mägi (Paul), Riina Reis (Riina), Riina Ries (Riina), Joonas Paas (Toomas), Virgo Ernits (Tiit), Karl Sakrits (Olav).
Duração: 99 min.



Download via rapidshare:
Senha: amigocorazon

http://rapidshare.com/files/141783178/Klass.part1.rar
http://rapidshare.com/files/141783180/Klass.part2.rar
http://rapidshare.com/files/141816465/Klass.part3.rar
http://rapidshare.com/files/141816468/Klass.part4.rar
http://rapidshare.com/files/141833863/Klass.part5.rar
http://rapidshare.com/files/141833867/Klass.part6.rar
http://rapidshare.com/files/141841828/Klass.part7.rar
http://rapidshare.com/files/141841829/Klass.part8.rar

Download da legenda em português:

http://www.opensubtitles.org/pt/subtitles/3408859/klass-pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário