17 de out de 2010

Filme: Buon Giorno, Notte. dir. Marco Bellocchio, 2003

O filme é sobre o assassinato de Aldo Moro, presidente italiano, representante da Democracia Cristã, partido conservador de direita, pelas Brigadas Vermelhas, grupo ativista em prol da classe operária. Na época (1978), as instituições mais poderosas, incluindo o Papa, o próprio partido, o governo e a mídia recusaram-se a negociar a soltura de outros membros da brigada. Foi morto depois de 55 dias em cativeiro, usado pelos poderes e transformado em monumento, tal como nosso Tancredo Neves, que nunca teve a menor importância como político, mas como todo morto vira santo, eis mais um exemplo.
Este filme revela bem como, depois da criação dos conglomerados midiáticos, tudo pode ser apropriado, qualquer fato, qualquer desgraça pode dar lucro. Basta lembrar o recentíssimo resgate dos mineiros soterrados no Chile, não precisa dizer mais nada.
Direção: Marco Bellocchio
Roteiro: Marco Belllocchio e Daniela Ceselli, baseado em livro de Anna Laura Braghetti
Título Original: Buongiorno, Notte
Origem: Itália
Duração: 106 min
Idioma: Italiano
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 333 MB
Servidor: Rapidshare

"Nascimento: 23 de Setembro de 1916
Maglie Falecimento: 9 de Maio de 1978
Aldo Moro
(Maglie, 23 de setembro de 1916Roma, 9 de maio de 1978) foi um jurista, professor e político italiano.

Ocupou por cinco vezes o cargo de primeiro-ministro da Itália. Ativo membro da Igreja Católica, foi um dos líderes mais destacados da Democracia cristã na Itália.

Seqüestrado em 16 de março de 1978 pelo grupo terrorista Brigadas Vermelhas, foi assassinado depois de 55 dias de cativeiro.

Há várias teorias acerca os motivos da recusa do governo italiano em negociar a libertação de Aldo Moro com os sequestradores e sobre os interesses envolvidos no seu sequestro e morte. Segundo o historiador Sergio Flamigni, as Brigadas Vermelhas foram usadas pela Gladio, rede dirigida pela OTAN, de modo a justificar a manutenção da estratégia da tensão. O filósofo Antonio Negri chegou a ser preso, acusado de ser o inspirador da ação das Brigadas Vermelhas e do assassinato de Aldo Moro".

Trailer:

Download via rapidshare:

http://rapidshare.com/files/213183047/BuongiornoNotte.part1.rar

http://rapidshare.com/files/213204965/BuongiornoNotte.part2.rar

http://rapidshare.com/files/213213231/BuongiornoNotte.part3.rar

http://rapidshare.com/files/213225562/BuongiornoNotte.part4.rar

16 de out de 2010

Filme: Bela Cidade, dir. Ed Gass-Donnelly, 2007

Drama urbano em que a vida de vários personagens canadenses se cruzam. Tem um estilo realista, com o predomínio de closes , é enxuto, com sequencias rápidas, outras mais lentas e silenciosas. É um filme atraente, mas não chega a ser fantástico, porque o estilo já virou fórmula e quase se pode antecipar alguns desdobramentos, o que empobrece o enredo. A sequencia já é batida: vida urbana, tedio do incluído, desespero do excluído, droga, sexo e violencia.

SINOPSE
"Quando uma mulher cai de sua varanda em um condomínio em Toronto, cinco vidas completamente turbulentas se cruzam, tecendo uma narrativa relacionada a liberação da sexualidade reprimida e agressões".

Ficha
Diretor: Ed Gass-Donnelly
Áudio: Inglês
Legendas: Português
Duração: 85 min.
Qualidade: DVDRip
Tamanho: 450 Mb

Trailer:

Download via megaupload:
http://www.megaupload.com/?d=NIOYSGXO

http://www.megaupload.com/?d=9D02E8MZ
http://www.megaupload.com/?d=8T7FG812
http://www.megaupload.com/?d=QMPFIBNR
http://www.megaupload.com/?d=XEWFBE8E

14 de out de 2010

Filme: L'enfant Sauvage (O Menino Selvagem), dir. François Truffaut, 1970

Uma obra de referência no campo das ciências sociais, pois trabalha com a velha questão sobre o que há em nós de natural e o que há em nós de cultural. A direção é do aclamado Truffaut, que sabia muito bem trabalhar com crianças. O filme em si é meio devagar, mas como referência tem que assistir.

Título Original: L'Enfant Sauvage.
Origem:
França, 1970.
Direção:
François Truffaut.
Roteiro:
François Truffaut e Jean Gruault, baseado em livro de Jean Itard.
Produção:
Marcel Berbent.


Sinopse: "Narra a história de um garoto do final do século XVIII que supostamente nunca teve contato com a sociedade, não anda como um bípede, nem fala, lê ou escreve. Ele é resgatado com cerca de doze anos de idade e passa a ser objeto de estudo de um professor ávido pelo conhecimento da condição humana. O filme baseia-se em factos verídicos. E que o mesmo possuia uma linguagem totalmente rudimentar e anti-social, por ter sido afastado da sociedade, por um longo periodo, e que afetou seu nivel intelectual, ja que no periodo em que ele poderia ter sido socializado, e assim atingindo uma linha de raciocinio funcional, na idade em desenvolvimento".

Trailer:



Download via rapidshare:

http://rapidshare.com/files/142228624/L_enfant_sauvage.part1.rar
http://rapidshare.com/files/142228631/L_enfant_sauvage.part2.rar
http://rapidshare.com/files/142231453/L_enfant_sauvage.part3.rar
http://rapidshare.com/files/142231474/L_enfant_sauvage.part4.rar
http://rapidshare.com/files/142231494/L_enfant_sauvage.part5.rar
http://rapidshare.com/files/142234282/L_enfant_sauvage.part6.rar
http://rapidshare.com/files/142234304/L_enfant_sauvage.part7.rar
http://rapidshare.com/files/142233079/L_enfant_sauvage.part8.rar

Legenda em português (não testada):
http://www.opensubtitles.org/pb/subtitles/3112195/l-enfant-sauvage-pb

13 de out de 2010

Filme: Em busca de Eric, dir. Ken Loach, 2009

Mais um bom filme de Ken Loach, sem dúvida alguma um dos cineastas que mais conhece os subúrbios ingleses. Desta vez atreve-se a rodar um drama mais otimista, chegando a um bom resultado, sem cair na pieguice comercial tão em voga.
Como sempre seus personagens são criaturas, com o perdão do paradoxo, excepcionalmente comuns. Um carteiro que, ainda jovem, dadas as condições sociais, sente-se sufocado pela família e foge de um casamento forçado pela gravidez da amada. Ao longo do tempo, a falta desse amor o corrói a ponto de, já maduro, incentivado por baseados roubados do sobrinho, confessar-se com um personagem fictício, seu alter ego. Para nossa surpresa, seu herói, sinônimo de coragem e arrojo, é nada mais nada menos que Cantona, um jogador de futebol francês real, que aceitou o papel no filme e o desempenhou com louvor. É um filme despretensioso, não se perde como drama e ainda por cima é leve e gostoso de assistir. Recomendo.

Nome Original: Looking for Eric
Direção: Ken Loach
Lançamento: 2009
Duração: 116 Min
Qualidade: DVDRip
Áudio: 10
Vídeo: 10
Formato: RMVB
Tamanho: 428 Mb
Ídioma: Português
Legenda: S/L

Sinopse: "O carteiro Eric está desperdiçando sua própria vida… Sua caótica família, seus enteados travessos e o misturador de cimento no jardim da frente não ajudam, mas é o segredo de Eric que o motiva a mudar. Ele conseguirá encarar Lily, a mulher que ele amou há 30 anos? Apesar do grande esforço e da vontade de seus amigos fãs de futebol, Eric continua se afundando. Em tempos de desespero é necessário um baseado e que um amigo especial venha de outro lugar para desafiar o carteiro perdido a fazer uma viagem pelo mais perigoso território – o passado. Como os chineses, e um francês, dizem: “Quem tem medo de jogar o dado, nunca vai tirar um seis”.

Mais informação em:
http://www.revistaprojecoes.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=70:a-procura-de-eric-ken-loach-2009&catid=3:review&Itemid=7
Trailer:


Download do filme dublado:
http://hotfile.com/dl/70442284/8ca5bbc/APdEri.Dub.rmvb.html

1 de out de 2010

23 de set de 2010

Docudrama: O Corpo, 2057, (Discovery Channel,2007)

Mais um documentário sobre como viveremos no "futuro", baseado na falácia de que o futuro não pertence a nós, agentes históricos, mas aos bens de consumo. Nessa ideologia, quem define nosso modo de vida são os eletrodomésticos: geladeiras, fogões, carros, computadores etc. Você é moderno porque tem um celular touch (mas não é retrógrado se não deixa sua namorada sair sozinha, afinal quem define a vanguarda são os bens de consumo, seu cabelo, seu piercing etc rs). Nova patuscada ianque cibernética. O documetário se divide em três partes: A Cidade, O Corpo e O mundo. Este link é o do corpo.

Trailer:


22 de set de 2010

Lançamento do Livro da Prof. Cecília Salles

Estudo crítico da obra de arte que não moraliza a obra, não diz como ela deve ser, mas revela como se dá o processo criativo que a possibilitou. A teoria de Cecília Salles, neste caso, aplica-se ao artista plástico Daniel Senise.

Lançamento terça-feira, dia 28 de setembro, às 20:30 h.

Itaú Cultural, Avenida Paulista, 149, São Paulo.

24 de jun de 2010

Programa para Baixar Arquivos


Mais uma dica para baixar de uma só vez múltiplos links.

Este programa é fácil de usar, é só colar todos os links (rapidshare, megaupload etc.) que automaticamente ele já enfileira os benditos!

Baixar JDownloader:

http://jdownloader.org/pt/home/index?s=lng_pt

19 de abr de 2010

Curso na Casa de Idéias

Curso na Casa de IDéias

Casa de IDéias é uma iniciativa de Elaine Grecco (psicanalista), Ana Luíza Vessoni (psiquiatra e psicanalista), Raquel Zedan (psicóloga e psicanalista) e Georgina Torres (psicóloga e artista plástica).
Por meio de encontros, grupos de estudos e cursos livres a Casa de Idéias visa a apresentar e/ou aprofundar temas e reflexões pertinentes ao universo da Cultura, Psicologia e Arte.

Casa de IDéias
fica na Rua Afonso Celso 522 – Vila Mariana São Paulo – SP
(próximo estação Santa Cruz do metrô )

O curso Espelho de Medusa será apresentado por Fábio Brazil
na Casa de Idéias às sextas-feiras, às 20.30h.

Inicialmente, estão programados
três encontros quinzenais, dias:
- 23 de abril – Introdução – Outra Vez Através
- 07 de maio – aula 1 - Descomeços
- 21 de maio – aula 2 – Reinos e Famílias
(ver ementa dos encontros em Do Caos à Corte )

A cada encontro teremos a presença de um convidado-debatedor para fomentar as discussões após a apresentação do mito.
Dia 23/04 – Patrícia Vessoni
Dia 07/05 – Elaine Grecco e Raquel Zedan
Dia 21/05 – Ana Luíza Vessoni

valores:
3 encontros R$ 150,00
encontro avulso: R$ 60,00
Reserve sua inscrição até 22/04, pois há limite no número de vagas.
interessados entrar em contato:

Casa de IDéias:
Telefone: 8525 9806
e-mail: razedan@gmail.com
a/c Raquel

Intituto Caleidos
Telefone: 3021 7510
e-mail: fxbrazil@caleidos.com.br
a/c Fábio

30 de mar de 2010

Filme: Nazarin, dir. Luís Buñuel, 1959

Este filme é uma formidável ironia com a moral cristã, com a moral do bonzinho. Na Grécia Antiga, pai e mãe de nossa cultura, por exemplo, vigia a moral dos justos e não a dos bonzinhos. Nela, agir de forma justa incluía, às vezes, até o uso da violência, pois entre os gregos a idéia de justiça era a de equilíbrio entre as partes, o que significa: se você me ataca, será atacado. O cristianismo, ao contrário, prega a resignação, paciência, humildade etc. valores totalmente estranhos ao grego. No filme de Buñuel, o protagonista é um exemplo vivo das virtudes cristãs, de onde vem o nome Nazareno, ou seja, seguidor de Cristo. Pois é... e confiram como foi a vida do sujeito entre os homens de sua época rs. Mais uma obra-prima de Buñuel, sem dúvida um dos maiores cineastas de todos os tempos.

Sinopse:
"Na adaptação do romance de Benito Perez Galdós, Nazarin é um padre que procura seguir à risca os preceitos de Cristo. Na sua jornada tem a companhia de uma prostituta acusada de assassinato e da tia de um moribundo que curou".

Direção: Luis Buñuel
Roteiro: Luis Buñuel
Título Original: Nazarín
Gênero: Drama
Origem/Ano: MEX/1959
Formato: rmvb
Áudio: Espanhol
Legendas: Português/BR (embutidas)
Duração: 90 min
Tamanho: 300 MB
Servidor: Rapidshare



Download via rapidshare:

http://rapidshare.com/files/218082205/Nazarin.part1.rar
http://rapidshare.com/files/218107179/Nazarin.part2.rar
http://rapidshare.com/files/218133518/Nazarin.part3.rar

29 de mar de 2010

Evento: Lançamento do livro de Vilém Flusser


Annablume Editora e Memorial da América Latina

convidam para o lançamento do livro de

Vilém Flusser

A Escrita

Há futuro para a escrita?


MESA-REDONDA: "A ESCRITA DE FLUSSER"

Gustavo Bernardo Krause (UERJ), Norval Baitello Jr. (PUC-SP), Pablo Gasparini (USP), Murilo Jardelino da Costa (UNINOVE – FASB)


Dia 05 de abril de 2010, segunda-feira, das 19h30 às 22h.

Memorial da América Latina - Biblioteca Latino-americana Victor Civita

Fundação Memorial da América Latina

Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Portão 06

Metrô Barra - São Paulo - SP.

(11) 3823.4600 - www.memorial.sp.gov.b


Formato: 14x21cm, 180 páginas
ISBN: 978-85-391-0053-8


“A questão é seguinte: o que há de específico no escrever? De que maneira ele distingue-se de outros gestos semelhantes, do passado e do futuro – do pintar, do digitar? Há, em geral, algo específico que seja comum a todas as formas dos gestos de escrita – no cinzelar o mármore com letras latinas, no pintar a seda com ideogramas chineses, no rabiscar equações em placas, no datilografar um teclado de uma máquina de escrever? E como teria sido a existência, se tivessem desistido de escrever? Todas essas e muitas outras questões deveriam, naturalmente,ser dirigidas não apenas ao escrever em si, mas também ao ler o que foi escrito.” (Vilém Flusser)

6 de mar de 2010

Filme: Gomorra, dir. Matteo Garrone, 2008

Camorra é uma organização criminosa que domina Nápoles há anos, já matou mais gente que muita guerra. Este filme é um retrato sem nenhum glamour de como agem esses escrotos. Gente imoral que faz qualquer coisa: jogar lixo tóxico em aterros ilegais, traficar, dominar a coleta de lixo sem recolhê-lo, matar, roubar etc., ou seja, tem alguma diferença dos ricos de qualquer lugar do mundo?
Ótimo filme com uma estética documental, de um realismo violento.

Sinopse:
"Toto (Salvatore Abruzzese) tem 13 anos e trabalha como mensageiro de um grupo de traficantes de drogas e armas. Pasquale (Salvatore Cantalupo), alfaiate contratado secretamente por chineses para formar operários, descobre subitamente que sua vida corre perigo. Don Ciro (Gianfelice Imparato) é responsável por levar dinheiro a famílias cujos membros estão presos ou mortos. Como eles, outros tantos habitantes de Nápoles e da região da Campanha têm suas vidas regidas pela Camorra, a tradicional máfia local que alimenta uma espiral de violência sem fim".

Diretor: Matteo Garrone
Elenco: Toni Servillo, Gianfelice Imparato, Maria Nazionale, Salvatore Cantalupo, Gigio Morra, Salvatore Abruzzese, Ernesto Mahieux, Marco Macor, Ciro Petrone, Carmine Paternoster, Salvatore Ruocco.
Produção: Domenico Procacci
Roteiro: Roberto Saviano, Matteo Garrone, Maurizio Braucci, Ugo Chiti, Gianni Di Gregorio, Massimo Gaudioso
Fotografia: Marco Onorato
Duração: 135 min.
Ano: 2008
País: Itália
Gênero: Drama


Download via rapidshare, já legendado:


http://rapidshare.com/files/251229133/G.ADL.part1.rar
http://rapidshare.com/files/251557833/G.ADL.part2.rar

http://rapidshare.com/files/251599309/G.ADL.part3.rar

1 de mar de 2010

Entrevista: Alexander Sokurov

Entrevista com Alexander Sokurov no Intermídias
(9ª ed. 2009)


Revista da USP
Texto em PDF
Entrevistador: Jeremi Szaniawski
Tradução: Cid Vasconcelos


Alexander Nikolayevich Sokurov (Russo: Алекса́ндр Никола́евич Соку́ров) (Oblast de Irkutsk, 14 de Junho de 1951) é um diretor de cinema russo, consagrado como o sucessor do renomado Andrei Tarkovsky. Os seus filmes representam a vanguarda cinematográfica contemporânea russa.

Sokurov nasceu na Sibéria numa família de oficiais. Gruduou-se no Departamento de História da Universidade Nizhny Novgorod em 1974 e entrou para os estúdios VGIK no ano seguinte. Tornou-se amigo de Tarkovsky e rapidamente foi influenciado pelo seu Espelho.

Muitos dos primeiros filmes de Sokurov foram banidos e censurados pelas autoridades soviéticas. Durante este período realizou vários documentários, incluindo uma entrevista com Solzhenitsyn e uma outra reportagem sobre o apartamento de Grigori Kozintsev em São Petersburgo.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

27 de fev de 2010

Filme: Les Invasions Barbares (Invasão Bárbara), dir. Denys Arcand, 2003

Eutanásia: junção do prefixo grego EU (bom) com Tanatos (deus da morte, irmão de Hypnos, deus do sono). O filme é um drama finíssimo em que se pratica a eutanásia num doente terminal ao mesmo tempo em que a vida fica mais evidente, seja nele próprio, seja em seus companheiros de vida, incluindo seu filho outrora afastado. As discussões seguem sobre política, sexo, feminismo, filosofia, modas, épocas e, ao final, tudo se resume em vida e amizade. Trilha impecável, sequencia melhor ainda.
Ótimo filme e se engana

quem pensa que é francês, não senhores, é um filme de Quebec, Canadá.

Les Invasions Barbares
Diretor: Denys Arcand
Produção: Canadá/França
Com: Dma Michel, Louise Portal, Yves Jacques e Pierre Curzi

Ano: 2003

Sinopse: "Rémy, um intelectual divorciado na faixa dos cinquenta anos, está hospitalizado. Sua ex-mulher Louise chama com urgência seu filho Sébastien, financista que mora em Londres. Sébastien hesita -ele e seu pai não têm muito o que dizer para o outro após tantos anos. Finalmente, ele aceita ir a Montreal para ajudar sua mãe a cuidar do pai".



Download via rapidshare:

http://rapidshare.com/files/18689157/L1s2I3s4B5s.Def.part1.rar
http://rapidshare.com/files/18689465/L1s2I3s4B5s.Def.part2.rar
http://rapidshare.com/files/18689797/L1s2I3s4B5s.Def.part3.rar
http://rapidshare.com/files/18690093/L1s2I3s4B5s.Def.part4.rar
http://rapidshare.com/files/18690386/L1s2I3s4B5s.Def.part5.rar
http://rapidshare.com/files/18690744/L1s2I3s4B5s.Def.part6.rar
http://rapidshare.com/files/18691040/L1s2I3s4B5s.Def.part7.rar
http://rapidshare.com/files/18691150/L1s2I3s4B5s.Def.part8.rar

Legenda em português:

http://www.opensubtitles.org/pb/search/imdbid-338135/sublanguageid-pob,por

26 de fev de 2010

Filme: Hurt Locker (Guerra ao Terror), dir. Kathryn Bigelow

Filme sobre a Invasão Americana ao Iraque, ironicamente traduzida por Guerra ao Terror (terror por parte de quem?) mais especificamente sobre um esquadrão americano encarregado do desarme de bombas: direção impecável (difícil para uma mulher adotar o ponto de vista masculino: truculento, com jogos e disputas atávicas), filme tenso, realista, movimentado e com boas atuações. Mais forte concorrente ao Oscar contra o milionário Avatar. (US$500 milhões) Até aí, tudo bem.
No entanto, costumeiramente toda arte narrativa envolve o espectador ao expor a vida dos protagonistas, tornando-os familiares e, com isso, gerando naturalmente empatia entre um e outro. Ora, esse filme, afora o virtuosismo técnico da diretora, é em seu sentido mais uma patriotada ianque, que pretende humanizar e justificar por baixo dos panos a criminosa invasão do Iraque em busca de petróleo. Ponto que causa um certo desconforto em que tem senso crítico: por um lado, identifico-me com os personagens, por outro, quando ligo o senso crítico, torço mais para que os soldados ianques, que mataram crianças iraquianas, estupraram mulheres, explodiram famílias inteiras, torturaram pais de família, atiravam bêbados em qualquer um que cruzasse seu caminho, morra da pior morte possível. Soldados americanos comportaram-se como criminosos comuns, numa guerra que por si só já é um crime internacional, sem ser autorizada pela ONU e devem ser julgados por isso.
Embora tudo isso não impeça, com a devida ressalva, de apreciar o filme como ficção (com F maiúsculo).

Realização: Kathryn Bigelow
Ano: 2008
País: EUA
Género: Guerra, Drama, Acção, Thriller
Áudio: Inglês

Download via megaupload:

25 de fev de 2010

Filme: Ken Park, dir. Larry Clark, 2002

Pra dizer a verdade, diferentemente de seu filme anterior, o ótimo Kids de 1995, este filme não resulta de uma visão decadente da sociedade estadunidense, pelo contrário, é uma cópia exagerada de filmes realistas que mostram uma sociedade muitíssimo diferente da imagem projetada por hollywood ao resto do mundo. Neste, a necessidade de escandalizar cresce e toma conta do enredo, denotando um artificialismo forçado com o mero intuito de fazer sucesso no mundo cult, mas como tem gente que gosta desse estilo: "garoto se masturbando enquanto se enforca", coloco aqui.

titulo original: (Ken Park)

lançamento: 2002 (EUA)

direção: Larry Clark , Edward Lachman

atores: James Ransone , Tiffany Limos , Stephen Jasso , James Bullard , Mike Apaletegui

duração: 96 min

gênero: Drama


SINOPSE:
"A rotina de quatro adolescentes da cidade de Visalia, Califórnia. Shawn (James Bullard) é um skatista que transa com a namorada e com a mãe de sua namorada. Tate (James Ransone) gosta de se masturbar várias vezes seguidas e tem um cachorro de três pernas. Ele é criado pelos avós, que não respeitam a sua privacidade, o deixando furioso. Claude (Stephen Jasso) é agredido seguidamente pelo seu violento pai, um alcoólatra que o acusa de homossexualismo, e é consolado pela sua apática mãe grávida. Peaches (Tiffany Limos) anseia por liberdade, mas tem de cuidar de seu religioso pai, um cristão fundamentalista, que a espanca após vê-la transando. Embora conversem o tempo todo, cada um dos personagens não sabe dos problemas enfrentados pelos outros".



Download legendado:
http://rapidshare.com/files/254700785/KPLCK.ADL.part1.rar
http://rapidshare.com/files/254742293/KPLCK.ADL.part2.rar
http://rapidshare.com/files/254745498/KPLCK.ADL.part3.rar

24 de fev de 2010

Filme: Fish Tank ( O Aquário), dir. Andrea Arnold, 2009

Mais um interessante filme de Andrea Arnold, a mesma de Red Road. O tema deste já nos é familiar: para quem nasce com perfil criativo a sociedade para a produção de bens de consumo nada mais é do que um aquário, um cerco, uma caixa fechada, uma limitação da qual resta, à chegada da idade da razão (Sartre), adaptar-se (o burguês tributável dos poemas de Fernando Pessoa) ou criar seu microcosmo próprio, que depois também será assimilado pelo sistema: monta-se uma banda de rock, uma empresa de tecnologia (Apple), uma família naturista, uma comunidade hippie, uma revista (Le Liberté). Isso quando tudo dá certo em favor da adaptação, porque quando se escolhe uma vida livre (fora do Pacto Social), geralmente somos conduzidos à marginalidade: artista marginal, banditismo, vício, suicídio, miséria etc. Já vimos isto nos Inconformados de Truffaut, em Nói Albinói, em Christane F., Sid Vicious, My Own Private Idaho (Garotos de Programa) e muitos outros. O bom de Andrea Arnold é sua honestidade e familiaridade com o tema, nada é superficial com intenção de fazer mais um filme realista-para-o-sucesso como Ken Park, imitação deslavada de Gummo, Kids, Elephant, Alfa dog.
Sinopse:
"O longa conta a história de Mia uma garota de apenas 15 anos que tem a vida virada de cabeça para baixo após a sua mãe trazer um novo namorado para viver em casa.
Fish Tank é um filme independente dirigido por Andrea Arnold e estrelado por Katie Jarvis, que foi aclamado pela crítica no Festival de Cinema de Telluride e um dos mais aguardados para o Festival de Toronto". Mais comentários no sítio: Omelete

Ficha Técnica
Título no Brasil: Fish Tank
TítuloOriginal: Fish Tank
Gênero: Drama
Classificação etária: 14 anos
Tempo de Duração: 123 min
País de Origem: Reino Unido
Ano de Lançamento: 2009
Estúdio: BBC Films
Direção: Andrea Arnold


Download via Megaupload:

21 de fev de 2010

Filme: Welcome, dir. Philippe Lioret, 2009

Geralmente filmes que conseguem conjuminar situação política e drama dão bons frutos. Neste percebemos o recrudescimento das leis francesas contra imigrantes ilegais, que fazem parte da onda direitista que assola a Europa, colocando os Sarkozys e Berlusconis no poder. Suas economias entram em crise graças à própria incoerência do capital, que germinalmente não consegue expandir-se até o infinito e quem paga o pato são imigrantes que tiveram seus países destruídos pelos mesmos países que agora os rechaçam. Os frutos desta mentalidade autoritária e financista chocam com a consciência de boa parte dos europeus lúcidos. O drama explora justamente essa realidade: rapaz curdo vai pra França e tenta chegar até à Inglaterra a nado, com a ajuda de um ex-campeão de natação francês. Ótimo filme, os franceses quando não tentam fazer filmes americanos às vezes acertam o passo.

Comentário mais completo no sítio Cinemascópio.

Título no Brasil: Bem-Vindo
Título Original: Welcome
País de Origem: França
Gênero: Drama
Tempo de Duração: 110 minutos
Ano de Lançamento: 2009

Estúdio/Distrib.: Imovision
Direção: Philippe Lioret






Download da legenda em português:

http://www.opensubtitles.org/pb/requestd/idmovie-50951/sublanguageid-pob

20 de fev de 2010

Filme: A Professora de Piano (La Pianiste), dir. Michael Haneke, 2001

Não digo que seja um grande filme, mas é, no mínimo, instigante. Sob a perspectiva de uma professora que transita entre o quadro de repressão e neurose, com todo tipo de perversão sexual e desespero por controle do outro, Haneke explora a possibilidade do amor entre a professora e o aluno. Hipótese remota num quadro tão severo de sofrimento mental, embora o desdobramento valha a pena ser conferido.

Sinopse: "Erika Kahut é uma respeitada professora de piano que esconde por trás dessa nobre arte os mais ávidos desejos eróticos".

Direção: Michael Haneke
Roteiro: Michael Haneke
Título Original: La Pianiste
Origem: França/Áustria/Alemanha/Polônia
Duração: 131 min
Idioma: Francês
Legendas: Português
Formato: rmvb
Tamanho: 429 MB
Servidor: Rapidshare



Download via rapidshare:
http://rapidshare.com/files/245755679/2001_-_La_Pianiste.part1.rar
http://rapidshare.com/files/245760230/2001_-_La_Pianiste.part2.rar
http://rapidshare.com/files/245763551/2001_-_La_Pianiste.part3.rar