13 de set de 2009

Síndrome do Sol de Setembro

A rua era augusta.
A poeta no livro de lançamento diz na página 67: "a vontade de ficar deitados na cama o dia todo inibe a vontade de matar".
Por que o matar está ali, misturado àquela beleza abissal?
Seria o verbo matar ou o ato matar?
Quem seria (ou não seria) Mickey e quem seria Mallory?
Ela menciona o filósofo e de novo reflete sobre amor e morte.
Ela deitada seria diferente se estivesse andando de calça jeans e comendo amendoim Paulista afora?
Por que isso agora? "Despertar teia depois do sonho-água" (minha compulsão em não deixar o texto dos outros morrer pra mim e sair "completando")
e saber sol e secar e fazer tudo de novo, sem nenhum aprendizado.
Manual esloveno de patologias tropicais: síndrome do sol de setembro.

(p.67 do livro Ávida Espingarda, ed. [e]Editorial_ Annablume).

9 de set de 2009

Nascimento dos Cristos

Como ainda não encontrei tempo para terminar de assistir Solaris, lá vai um singelo textinho.



Nascimento dos cristos




Nove meses te prepararam para sair.
De modo natural, passe logo pelo túnel-boceta,
esse caminho que liga um lodo escuro ao Reino dos Idiotas!