19 de mai de 2009

Filme: Karakter, dir. Mike Van Diem, (Holanda/Bélgica - 1997) Convicção e Conflito

Como querem os nietzscheanos, que jogaram lixeira adentro moral, ética e política, se o homem é mesmo apenas uma espécie de bactéria lutando por espaço, que somos todos contra todos, que a moral é apenas uma estratégia...
Como viabilizar a vida?

Ótimas atuações, drama primoroso, cenário rico e diálogos melhores ainda.




Trailer:


Comentário:"Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, derrotando entre outros concorrentes o brasileiro O Que É Isso Companheiro?, Caráter é um drama fascinante baseado num clássico da literatura holandesa, cujo estilo remete a Charles Dickens e Franz Kafka. Rotterdam, 1920. Um jovem advogado é preso, acusado da morte de um político importante. Ao defender sua inocência para polícia, ele conta a história de sua vida, revelando ser o filho bastardo do morto, um homem cruel que sempre o perseguiu. Sucesso de público e crítica em todo o mundo, Caráter marca a estréia, em grande estilo, do cineasta Mike van Diem, que cria uma atmosfera sombria, perfeita para a inesquecível história dessa luta entre pai e filho."

Download do filme via rapidshare:

http://rapidshare.com/files/120046666/Karakter.part1.rar
http://rapidshare.com/files/120060528/Karakter.part2.rar
http://rapidshare.com/files/120074480/Karakter.part3.rar
http://rapidshare.com/files/120093860/Karakter.part4.rar
http://rapidshare.com/files/120112063/Karakter.part5.rar
http://rapidshare.com/files/120126528/Karakter.part6.rar
http://rapidshare.com/files/120154534/Karakter.part7.rar

Download da legenda em português (atualmente há várias opções de legenda nesse site, mas não testei nenhuma):

http://www.opensubtitles.org/pb/subtitleserve/sub/3652956

4 comentários:

  1. Luciano,

    Cá estou novamente e agora mais animada tendo em vista que "Caráter" povoa mais um blog, tendo ao meu ver uma repercussão à altura.

    Este filme me foi indicado há uns anos atrás e até hoje sou grata a esta pessoa que virou(espero) um amigo.

    Sou absolutamente suspeita para comentar sobre o filme, pois admito puxar a brasa para minha sardinha como se diz, mas é fato que esse filme dá pano pra manga pra todo e qualquer estudioso da área Psi, em especial pros da Psicanálise.E nessa perspectiva, o ponto central que é o cinema pode se tornar secundário, embora não seja essa minha intenção.

    Aquele início onde o jovem Katadreuffe diz aos berros para o pai que não precisa mais do diploma de advocacia que conquistara e em seguida sai ensanguentado é inesquecível e incrivelmente forte!
    Não menos que o resto do filme que vai se dando à partir de flash backs. E todas as explicações vão sendo facadas no peito, doses altíssimas de realidade nua e crua.
    Uma relação entre pai e filho que é marcada por ódio mas também por amor e identificação, se considerarmos que Katadreuffe busca(inconscientemente) pelo pai em vários momentos.
    Seja quando pega um empréstimo no banco(que é do pai), seja quando é preso e não tem a confirmação que precisa para ser solto: o nome do pai!
    Uma mãe que abre mão da paternidade de seu filho em benefício próprio? Que priva o menino de ír à escola, de conhecer o pai e que pouco falava dentro de casa.

    Marcado por vingança e dívida essa relação triangular vai se desenvolvendo de forma espetacular e inusitada.

    Um dos melhores filmes que eu ja vi!



    Um filho bastardo, uma mãe esquizofrênica(?),um pai que de início se propõe a assumir a paternidade, mas depois de diversas renúncias por parte da mãe que não aceita casar-se com ele, Katadreuffe vai sendo privado do convívio do pai, de uma escola, de uma vida fora daquela casa onde vivia mãe e filho, sem a entrada de um 3o, inclusive porque a mãe assume de certa forma a paternidade do menino.
    a

    Caráter

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Esse filme é fortíssimo, de uma densidade impressionante. Vou precisar de mais um ano para ter coragem de rever rsrs. Beijo Carol.

    ResponderExcluir
  3. o download da legenda tá bugado. não consegui fazer, mas vou procurar em outro local a legenda. valeu, nao vi ainda o filme mas me foi recomendado. se der para corrigir isso, seria uma boa.

    paz

    ResponderExcluir
  4. Ah, descobri mais opções de legenda, quando assisti não havia. Postei uma do opensubs. Valeu!

    ResponderExcluir