14 de abr de 2009

Manifesto Surrealista _ André Breton, 1924

Download do texto em português:

http://www.megaupload.com/?d=AAT1QRYC

Um Cão Andaluz, filme de Buñuel e Salvador Dali.

“A atitude realista é fruto da mediocridade, do ódio, e da presunção rasteira. É dela que nascem os livros que insultam a inteligência.”

"O Manifesto do Surrealismo foi publicado pelo escritor francês André Breton em 1924, e trouxe para o mundo um novo modo de encarar a arte.

Seguido do Dadaísmo (movimento que propunha a oposição por qualquer tipo de equilíbrio), o surrealismo impunha o chamado automatismo psíquico, "estado puro, mediante o qual se propunha transmitir verbalmente, por escrito, ou por qualquer outro meio o funcionamento do pensamento; ditado do pensamento, suspenso qualquer controle exercido pela razão, alheio a qualquer preocupação estética ou moral".

Segundo Breton, ele e o escritor Soupault, deram o nome de Surrealismo ao novo modo de expressão que tinham a seu alcance, em homenagem a Guillaume Apollinaire.

Neste manifesto, os princípios surrealistas são declarados, tais como a isenção da lógica, a adoção de uma realidade superior, chamada "maravilhosa"". Wikipédia

3 comentários:

  1. Tenho uma certa "queda" por esse Manifesto. Leio sempre. Acho que ele me "inspira". Tem um trecho que André Betton diz assim:

    "É vital que o homem se passe, de armas e bagagens, para o lado do homem".

    Nessas horas penso: quantos "eus" há em mim para que eu faça a escolha certa?! Daí vem o surrealismo pra me libertar de opções idiotas de múltiplas escolhas!!!

    ResponderExcluir
  2. Tatinha, mas você tem alguma dúvida de que se fôssemos da época pertenceríamos ao movimento?? Obviamente que depois seríamos expulsos junto com Dali rsrsrsrs.

    ResponderExcluir