16 de jan de 2010

Filme: O Castelo (Das Schloss), dir. Michael Haneke, 1997

RAZOÁVEL MAS IMPORTANTE

Outro filme de Haneke que não passa de razoável, apesar da ousada e louvável tentativa de adaptar uma das melhores obras de Kafka para o cinema. A parte positiva do filme, que deveria ser visto e comparado ao livro (considero muito enriquecedor tal cruzamento semiótico, duas formidáveis linguagens se cruzando), fica por conta da boa interação entre diretor e ator principal. O senhor K. da minha imaginação, ao ler o livro, não poderia ser melhor ilustrado, acertadíssima escolha do ótimo Ulrich Mühe para o papel central. Todavia, Haneke incorre no mesmo erro das várias adaptações que existem por aí: tentam não trair o livro e se tornam literais demais (acabo de ouvir isso de Lavoura Arcaica, que ainda não assisti, embora tenha gostado muito do livro). A frase central do Castelo, que resume a relação de Kafka com as super e micro-estruturas do poder, que poderia estar tanto no Processo, no Castelo, na Colônia Penal etc:
"(...) Mas é verdade que estava pensando em outras coisas além das boas maneiras, pois se tratava de minha existência, que está ameaçada por um sistema administrativo ultrajante, cujos pormenores não preciso expor ao senhor, já que o senhor mesmo é um elo ativo dessa autoridade".

deveria dominar toda a "atmosfera" do filme e não aparecer literalmente, tal como outras falas com o mesmo teor... o que torna o filme mais explícito do que a atmosfera kafkiana permite. Em suma, outro filme meio monótono de Haneke, mas que vale ser visto, sem aquela frescura que obra-prima da literatura não deve ser filmada.

Direção: Michael Haneke
Roteiro:
Michael Haneke, baseado na obra de Franz Kafka
Título Original: Das Schloß
Origem: Áustria
Duração: 96 min
Idioma: Alemão
Legendas: Português

Download (links não testados)

http://hotfile.com/dl/14870639/bb60d0f/Das_Schloss_(1968).part1.rar.html

http://hotfile.com/dl/14934519/3d45f18/Das_Schloss_(1968).part2.rar.html


7 comentários:

  1. Olá Luciano
    Você poderia disponibilizar o link novamente? Só descobri seu blog agora e não encontro este filme em nenhum outro site para baixar.
    Obrigada e abraços.

    ResponderExcluir
  2. Sim, sim, subi de novo para o megaupload. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá Luciano,

    Procurando comentários, resenhas acerca de "O castelo"mais novo trabalho de Haneke, me deparei com seu blog e seu comentário. Gostei muito.
    E mesmo sem ter visto o filme, estou com boas expectativas mais em relação ao formato do que propriamente ao conteúdo. Sou fã do Haneke e sou de opinião que ele quase sempre acerta.E sua versatilidade me encanta. Imagina "Fita branca" e "A professora de piano"? Só por esses já acho que ele é fera e muito competente!
    Estou com "O castelo"em mãos e assim que assistir, volto aqui.

    Um abraço,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  4. Olá Carol, obrigado pela visita e se tiver um ponto de vista diferente e quiser escrevê-lo é só me mandar que coloco dentro do post, com seu nome etc. A diversidade de opiniões instiga ainda mais quem não conhece o diretor. Seja bem vinda e um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Engraçado, postei há uns minutos atrás, mas não ficou registrado por algum motivo.
    Mas não tem problema.

    Eu gostei muito de "O castelo", fiquei bastante impactada com aquela ambientação, aquela aldeia, aquelas pessoas. Personagens que parecem terem sido construídos a mão. Principalmente os assistentes do Sr K. e a moça Freida.

    Claro está, que exponho aqui minhas impressões acerca do meu olhar sobre o filme, somente sobre ele ,já que não li esse livro do Kafka. E ao meu ver o mérito do Haneke foi ter adaptado um filme tão Kafkiano que talvez nem ele esperasse que o resultado saísse assim.Digo isso por outras coisas que já li dele e é quase impossível assistir o filme sem fazer menção ao gênero do Kafka, quase sempre atemporal.

    Aquele embroglio onde o suposto agrimensor se mete é absurdo e muito angustiante.
    Ouvi rumores de que este seria um filme que foge da linha de Haneke, justamente por não conter cenas chocantes, violentas etc..., enfim, eu discordo, acho que tem tudo a ver com ele por exemplo, ter eleito essa obra do Kafka para dirigir.
    Desde a 1a cena do filme até a última me senti enclausurada em pensamentos, interrogações e expectativas do que aconteceria ao Sr. K dentro daquela aldeia provinciana e altamente solitária.
    O mais curioso e interessante é que de alguma forma o desejo dele de permanecer ali, como se tivesse se identificado com parte daquela aldeia fez com que ele fosse aderindo pouco a pouco..
    Outra coisa que me chamou atenção foi a incomunicabilidade entre aquelas pessoas que só se dirigiam umas às outras para falar de assuntos burocráticos quase sempre relacionados ao Castelo.
    A exceção ocorre com o Sr K. e a mulher que estabelecem uma relação mais afetiva e tentam(dentro de seus limites psíquicos e morais) fugirem daquela situação, mas sem êxito.

    Um abraço Luciano.

    ResponderExcluir
  6. Oi Luciano, o megauploud esta fora de "circulação"!! Terias outro site para baixar o filme? Obrigado.

    ResponderExcluir
  7. Olá Jorge, coloquei novos links, infelizmente não tenho tempo para testá-los, qualquer problema é só dizer. Abraço.

    ResponderExcluir